Arthur Lira destoa de Bolsonaro e critica invasão nos EUA

Na imagem, deputado federal Arthur Lira (PP-AL),

Na imagem, deputado federal Arthur Lira (PP-AL),
Reprodução Câmara dos Deputados

O deputado federal Arthur Lira (PP-AL), candidato à Presidência da Câmara dos Deputados, criticou a invasão feita por apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em sessão no Congresso que iria confirmar a vitória de Joe Biden.

“A democracia se dá pela vontade do eleitor. Ela tem a prerrogativa do voto. Nada é maior que isso. Força, violência e imposição não tem espaço na dinâmica política. Alternância do poder é um dos princípios democráticos. A vontade de quem vota é sempre maior e fala mais alto”, afirmou Lira via redes sociais.

Lira, portanto, destoou do presidente Jair Bolsonaro, figura máxima que o apoia à presidência da Câmara. O titular do Executivo reforçou o discurso de Trump de que houve fraude nas eleições norte-americanas de 2020 e afirmou que “se nós não tivermos o voto impresso em 2022, vamos ter problemas maiores que os Estados Unidos”.

Sem apresentar provas, Bolsonaro enumerou supostas irregularidades no processo eleitoral norte-americano. “Houve gente que votou três, quatro vezes, mortos votaram, foi uma festa lá, ninguém pode negar isso aí”, disse.

Concorrente de Lira, o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) também comentou sobre o episódio. “São chocantes as cenas da invasão do Congresso dos Estados Unidos por quem não aceita o resultado da eleição. Democracia não se faz na violência. Se faz no debate de ideias, no respeito às diferenças, à vontade do povo e à Constituição”, afirmou Rossi.

You may have missed

2 min read
3 min read
1 min read
1 min read
CURSO HOTMART
ENVIAR