França vai monitorar semanalmente efeitos adversos de vacinas da covid

Reino Unido registrou casos de choque anafilático após vacina

Reino Unido registrou casos de choque anafilático após vacina
Jacquelyn Martin/Pool via Reuters

O órgão francês responsável pelo controle de medicamentos prevê relatórios semanais disponibilizados ao público com a incidência de efeitos adversos das vacinas contra covid-19 que estejam em uso no país.

Nos próximos dias, a EMA (Agência Europeia de Medicamentos) vai analisar o pedido de registro emergencial do imunizante da Pfizer/BioNTech.

Se liberada, a vacina poderá ser usada em todos os 27 estados-membro, incluindo a França.

Todavia, os países podem fazer a chamada farmacovigilância, principalmente porque se trata de produtos novos.

“O grande desafio é identificar efeitos indesejáveis ​​que não teriam sido observados durante os ensaios clínicos”, explicou Céline Mounier, diretora da ANSM (Agência Nacional de Segurança de Medicamentos e Produtos de Saúde), em um pronunciamento online. 

O Reino Unido, por exemplo, teve casos de choque anafilático com o imunizante Pfizer/BioNTech, uma reação adversa grave que pode ocorrer com qualquer vacina ou medicamento, mas precisa ser acompanhada de perto.

Os efeitos adversos mais comuns da vacina, no entanto, são febre baixa, calafrios, cansaço e dores no corpo, que podem persistir por cerca de dois dias após a vacinação. 

You may have missed

3 min read
2 min read
4 min read
2 min read