Grécia recebe primeiro lote da Pfizer; vacinação começa amanhã

Grécia receberá vacinas de três laboratórios

Grécia receberá vacinas de três laboratórios
Alkis Konstantinidis/Reuters – 26.11.2020

O primeiro lote com 9.750 vacinas contra covid-19 da empresa Pfizer / BioNTech chegou na manhã deste sábado (26) a Atenas, onde começará no domingo (27) a campanha de imunização denominada Operação Liberdade.

De acordo com o governo, as vacinas foram armazenadas na presença do vice-ministro da Protecção Civil, Nikos Jardaliás, em local secreto na região da capital, Atenas, e no meio de fortes medidas de segurança para garantir o seu armazenamento adequado.

Amanhã, um primeiro lote será distribuído entre cinco hospitais de Atenas, e segunda-feira (28) será distribuído entre as cidades de Thessaloniki, Larissa, Ioannina e Patras.

Uma enfermeira e uma pessoa idosa serão as primeiras pessoas em Atenas a receber a vacina neste domingo, seguidas pela presidente do país, Katerina Sakellaropulu, o primeiro-ministro, Kyriakos Mitsotakis, e o presidente do Parlamento, Konstantinos Tassulas.

Conforme anunciado pelo diretor da rede de atenção primária grega e coordenador da chamada Operação Liberdade, Marios Themistokleus, a previsão é que 83.850 doses da vacina Pfizer/BioNtech cheguem ao país até 30 de dezembro, outras 429 mil até o final de janeiro e 333.450 até o final de fevereiro.

A cota reservada para a Grécia prevê que cheguem 1,2 milhão de unidades dessa empresa até o final de março, mas a partir de janeiro espera-se que comecem a chegar as das empresas Moderna e AstraZeneca, assim que receberem a aprovação das autoridades sanitárias Europeu.

A ordem de prioridade na Grécia segue o modelo de outros países, portanto, os profissionais de saúde e as pessoas que vivem em asilos serão os primeiros a receber a vacina.

Melhoria após o confinamento

Após as primeiras seis semanas de confinamento, que se realizam hoje, a situação na Grécia começou a melhorar ligeiramente.

Na última semana, o número de infecções ficou abaixo de mil por dia e o número de mortes abaixo de cem.

Conforme relatado pela Organização Nacional de Saúde (EODY), 617 novas infecções foram registradas no dia de Natal, elevando o número total de infecções desde o início da pandemia para 134.852.

Ao mesmo tempo, 50 pessoas morreram na sexta-feira (25), elevando o número de mortes por covid para 4.507, em um país com pouco mais de 10 milhões de habitantes.

You may have missed

8 min read
2 min read
5 min read
5 min read