Hong Kong endurece restrições ante avanço da 4ª onda de covid-19

Hong Kong anuncia novas medidas para conter avanço da covid-19

Hong Kong anuncia novas medidas para conter avanço da covid-19

Tyrone Siu/Reuters – 30.11.2020


Hong Kong reinstaurou, nesta segunda-feira (30), novas restrições a seus habitantes para tentar conter a quarta onda de coronavírus que abala a cidade.

Há quase um ano, Hong Kong proibiu reuniões de grandes grupos e fechou setores de sua economia, devido a picos de contágio. Isso limitou os casos a cerca de 6 mil, e as mortes, a 109, para uma população de 7,5 milhões de habitantes.

Nos últimos dias, porém, os contágios diários subiram para mais de 100, obrigando as autoridades a reimpor as rígidas restrições da primavera e do verão.

“Esta nova onda chegou muito rápido a Hong Kong”, disse a executiva-chefe da região, Carrie Lam, à imprensa.

As novas medidas entram em vigor na quarta-feira (2), acrescentou.

Em torno de 170 mil funcionários públicos trabalharão de forma remota, a menos que sua presença física seja essencial. Nesse sentido, Carrie Lam pediu ao setor privado que siga esta medida.

As reuniões públicas são limitadas a duas pessoas, e os restaurantes poderão servir apenas duas pessoas por mesa. Escolas, bares e boates permanecerão fechados.

As novas restrições se estendem a outros locais de entretenimento, como karaokês, parques de diversões e salas de mahjong (um jogo de tabuleiro chinês). 

Academias e salões de beleza permanecerão abertos, mas com rígidos limites de capacidade.

You may have missed

3 min read
2 min read
4 min read
2 min read