Índia supera 10 milhões de casos de covid à espera da vacina

Com 10 milhões de infectados, Índia está à espera da vacina

Com 10 milhões de infectados, Índia está à espera da vacina
Divyakant Solanki/EFE

Com mais de 25 mil casos de covid-19 reportados nas últimas horas, a Índia superou, neste sábado (19), a barreira dos 10 milhões de infectados pelo novo coronavírus. São mais de 145 mil mortes provocadas pela doença desde o começo da pandemia. Enquanto isso, o país aguarda uma medida de emergência para colocar em ação uma campanha de vacinação em massa para seus mais de 1 milhão de habitantes.

Apesar dos números impactantes, dados oficiais reportados na última semana confirmam que o país conseguiu frear a velocidade de propagação da doença, depois de setembro, que foi o mês em que registrou um recorde de casos com quase 10 mil novos infectados e mais de mil mortes a cada 24 horas.

Os 25.152 novos contágios reportados neste sábado (19) pelo Ministério da Saúde indiano colocam esse país no mesmo nível de propagação da doença registrado em julho deste ano, e eleva o total a 10.004.599 casos.

O governo indiano destaca que, levando-se em conta sua numerosa população, a recuperação de muitos contaminados pelo novo coronavírus “tem assegurado que os casos ativos por milhões de habitantes na Índia se encontrem entre os mais baixos do mundo.”

Em reunião com os membros do gabinete, o ministro da saúde indiano, Harsh Vardhan, destacou também a queda na taxa de mortalidade provocada pela doença, que caiu 2% desde o começo da pandemia até atingir 1,45 % atualmente, “e que está entre as taxas mais baixas do mundo”, segundo comunicado do ministro.

Plano de vacinação

Sobre o plano de vacinação em massa, o NEGVAC, constituído pelo governo indiano no início do mês para desenhar um plano de imunização contra a covid-19, apresentou um modelo inicial para uma campanha que seguirá “um modelo parecido com o das eleições”, que nesse país se desenvolve por fases e em períodos determinados para evitar evento simultâneos.

Esse plano prevê 1,2 milhões de doses de vacina a serem entregues à população da Índia, com diversos locais para atender entre 100 e 200 pessoas por vez.

A primeira fase para vacinar 300 milhões de pessoas poderia demorar seis meses, segundo as estimativas do grupo que assessora o governo. Esta primeira fase incluirá a imunização de 10 milhões de profissionais da área da saúde, 20 milhões de trabalhadores da linha de frente no manejo da crise provocada pela pandemia e 260 milhões de pessoaas acima de 60 anos, ou maiores de 50 com doenças crônicas graves.

You may have missed

8 min read
2 min read
5 min read
5 min read