Líder republicano no Senado parabeniza Biden por vitória

Líder republicano do Senado, McConnell reconheceu a vitória de Biden

Líder republicano do Senado, McConnell reconheceu a vitória de Biden

Shawn Thew / EFE – EPA – 15.12.2020

O líder da maioria republicana no Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnell, finalmente parabenizou o presidente eleito Joe Biden pela vitória na eleição nesta terça-feira (15), um dia depois que o Colégio Eleitoral confirmou o resultado da votação de 3 de novembro.

Leia também: Putin parabeniza Biden por vitória nos EUA, diz Kremlin

“O Colégio Eleitoral falou. Portanto, hoje quero felicitar o presidente eleito Joe Biden”, declarou McConnell em comentários do plenário do Senado.

Por mais de um mês, o senador e a maioria dos republicanos no Congresso tinham permanecido em silêncio e evitado reconhecer a vitória de Biden, enquanto o atual chefe de governo, Donald Trump, insistia em suas reivindicações de fraude eleitoral, mesmo sem apresentar provas.

Volta à normalidade

McConnell é o legislador republicano mais poderoso de Washington, e seu reconhecimento da vitória de Biden, embora tardio, promete restaurar uma medida de normalidade ao processo de transição, que será concluído com a chegada do presidente eleito ao poder no dia 20 de janeiro.

Seu discurso veio um dia depois que outros legisladores republicanos admitiram a vitória de Biden e até telefonaram para ele para felicitá-lo. Também houve reconhecimento por parte dos presidentes de Rússia, Vladimir Putin, e México, Andrés Manuel López Obrador. Restam ainda o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o ditador norte-coreano Kim Jong-un.

Entretanto, o próprio Trump não se afastou um centímetro de sua posição após a votação do Colégio Eleitoral. Logo depois do anúncio de McConnell, o presidente usou o Twitter para dizer que há provas de fraude eleitoral, mas não as apresentou.

O discurso do líder republicano no Senado foi concentrado sobretudo na exaltação do legado de Trump, e as felicitações a Biden foram breves.

“O presidente eleito conhece bem o Senado, tem se dedicado ao serviço público por muitos, muitos anos”, disse McConnell, que enalteceu ainda a vice-presidente Kamala Harris, primeira mulher a exercer a função.

Resultado conhecido

Boa parte da imprensa americana já previa em 7 de novembro que Biden quebraria a barreira dos 270 votos e derrotaria Trump, mas foi oficializada apenas nesta segunda, quando o Colégio Eleitoral se reuniu e confirmou a votação nas urnas.

A campanha sem precedentes de Trump para reverter o resultado das eleições deu especial importância ao voto do Colégio Eleitoral, que geralmente é um mero passo burocrático para ratificar um resultado já conhecido.

Embora o atual presidente não possa mais convencer os tribunais a subverter o resultado em estados fundamentais, ele ainda pode tentar interferir na fase final do processo quando o Congresso se reunir para aprovar o resultado, em 6 de janeiro.

Vários senadores republicanos, no entanto, expressaram sua oposição a tal possível movimento e enfatizaram que é virtualmente impossível que ele tenha sucesso.

You may have missed

3 min read
2 min read
4 min read
2 min read