Senador pede a operadoras que mantenham dados de invasores

Apoiadores de Trump usaram celulares pessoais para registrar invasão do Capitólio

Apoiadores de Trump usaram celulares pessoais para registrar invasão do Capitólio
EFE/ WILL OLIVER


Neste sábado (9), o senador dos EUA Mark Warner, democrata que é o próximo presidente do Comitê de Inteligência do Senado, pediu às operadoras de celular que mantenham o conteúdo e os metadados associados à invasão, que ocorreu enquanto legisladores se reuniam para certificar a vitória do presidente eleito Joe Biden na última quarta-feira (6).

Dezenas de pessoas foram acusadas após o ataque ao Capitólio, com o FBI pedindo ajuda à população para identificar os participantes, dada a proliferação de imagens do tumulto na internet. Cinco pessoas morreram, incluindo um policial do Capitólio.

Warner, em cartas às empresas, enfatizou que os manifestantes se deram ao trabalho de documentar o evento e postaram nas redes sociais e em mensagens de texto “para celebrar seu desdém por nosso processo democrático”.

A fotografia de Adam Christian Johnson sorrindo e acenando enquanto levava o púlpito da presidente da Câmara, Nancy Pelosi, se tornou viral. Johnson, de Parrish, na Flórida, também transmitiu vídeo ao vivo no Facebook de si mesmo ao caminhar pelos corredores do Capitólio, de acordo com o Tampa Bay Times.

You may have missed

3 min read
2 min read
4 min read
2 min read