Twitter suspende perfil de Donald Trump permanentemente

O Twitter suspendeu a conta do presidente dos EUA, Donald Trump

O Twitter suspendeu a conta do presidente dos EUA, Donald Trump

Reprodução / Twitter

Após os eventos desta semana, quando uma multidão de apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, invadiu o Congresso do país durante a sessão que certificava os votos da eleição presidencial de 2020, o Twitter anunciou, nesta sexta-feira (8) que suspendeu de forma permanente a conta do republicano, que tinha quase 90 milhões de seguidores.

O perfil do presidente norte-americano era sua principal plataforma de comunicação com seus eleitores e, muitas vezes, com órgãos da administração do país. Não foram poucas as vezes que ele comunicou a contratação e demissão de subordinados por meio do Twitter. Na quinta, ele já havia sofrido sanção semelhante do Facebook, que também o bloqueou do Instagram.

A equipe de segurança do Twitter explicou que a decisão foi tomada após o presidente voltar a violar as normas de serviço da empresa. Ele havia sido suspenso na quarta-feira, após receber solicitação para apagar três posts, nos quais ele não condenava a invasão do Congresso por seus apoiadores e ainda afirmava que a eleição presidencial foi fraudada, novamente sem provas.

“Após uma revisão criteriosa dos recentes tuítes da conta @realDonaldTrump e do contexto em que foram feitas, nós suspendemos a conta permanentemente, devido ao risco de contínua incitação da violência. No contexto dos terríveis eventos desta semana, nós deixamos claro na quarta-feira que novas violações das regras do Twitter poderiam resultar exatamente nessa medida”, diz o post.

Na quarta, a primeira suspensão teria efeito por 12 horas depois que Trump apagasse as postagens. Após esse período, o presidente voltou a ter acesso normal e seguiu postando conteúdo que violou as diretrizes do Twitter.

You may have missed

4 min read
2 min read
2 min read
18 min read
CURSO HOTMART
ENVIAR