Vídeo mostra momento em que mulher foi baleada no Capitólio

Ashli Babbitt foi morta com um tiro no pescoço ao invadir o Capitólio na quarta-feira (6)

Ashli Babbitt foi morta com um tiro no pescoço ao invadir o Capitólio na quarta-feira (6)
Reprodução/Twitter

A invasão do Capitólio, em Washington, na última quarta-feira (6), foi uma ação de apoiadores de Donald Trump que terminou com a morte de cinco pessoas. Uma das vítimas foi Ashli Babbitt, 35 anos, que serviu às forças Armadas dos EUA no Iraque e no Afeganistão e foi até a capital federal para defender o presidente e impedir que Joe Biden fosse certificado pelo Congresso.

Um vídeo publicado pelo Washington Post mostra por um novo ângulo do momento exato em que a manifestante foi baleada enquanto tentava arrombar uma porta e invadir um corredor  que estava sendo protegido pela polícia.

Segundo as imagens publicadas pelo jornal norte-americano, três guardas estavam tentando bloquear os manifestantes e impedir que seguissem com a invasão. No lado de dentro, uma barricada feita com cadeiras havia sido montada para trancar a porta e impedir a passagem.

Enquanto isso, o número de pessoas pelo lado de fora da porta aumentava. Os três guardas deixam suas posições após muitos insultos e assim que uma equipe chega para dar o apoio pelo lado de dentro.

Segundos antes de Babbitt ser atingida por um tiro

Segundos antes de Babbitt ser atingida por um tiro
Reprodução Washington Post

Durante o vídeo, é possível identificar Babbitt que estava usando uma bandeira da campanha de Trump como capa. A ex-militar estava exaltada e fazia parte do grupo que gritava com os guardas para conseguir a liberação da passagem.

Na sequência, começa uma tentativa de arrombamento da porta com os vidros sendo estilhaçados e quebrados com pedaços de madeira. Então, um dos manifestante grita algumas vezes que o policial estava armado.

Momento em que um dos manifestantes identifica que um dos policiais está armado

Momento em que um dos manifestantes identifica que um dos policiais está armado
Reprodução Washington Post

É nesse momento que Babbitt tenta atravessar o vidro de uma das portas e é atingida por um tiro no pescoço e cai no chão nos pés dos demais manifestantes. O Washington Post contabilizou um intervalo de apenas 35 segundos entre a saída dos guardas e o disparo contra a manifestante.

Em uma das últimas postagens nas redes sociais, a manisfestate fez um comentário antes do ato de quarta-feira. “Ninguém pode nos parar… eles podem tentar e tentar, mas a tempestade está aqui e está descendo em DC em menos de 24 horas… das trevas à luz!”

A polícia do Capitólio anunciou na quinta-feira (7) que o policial que atirou em Babbitt foi colocado em licença administrativa enquanto o departamento e a polícia de investigam a morte.

Veja imagens da invasão ao Congresso dos EUA

You may have missed

8 min read
2 min read
5 min read
5 min read